Operação da Autoridade Tributária em Valongo foi "desproporcionada"

Operação da Autoridade Tributária em Valongo foi "desproporcionada"

 

Lusa/AO Online   Economia   29 de Mai de 2019, 11:42

O ministro das Finanças considerou hoje “desproporcionada” a operação realizada na terça-feira pela Autoridade Tributária a automobilistas em Valongo para cobrança de dívidas fiscais, esclarecendo que foi decidida “localmente” e será alvo de “um inquérito”.

“A decisão sobre esta medida foi tomada localmente. Ela tem um enquadramento legal, [mas] foi tomada a decisão de a suspender e de não haver mais medidas daquela natureza”, afirmou Mário Centeno em declarações aos jornalistas no Porto.

Considerando que a medida “foi desproporcionada face aos seus objetivos”, o ministro confirmou a informação já avançada na terça-feira pelo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, de que “foi aberto um inquérito para se perceber se todos os direitos de todos os contribuintes foram preservados”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.