Automóvel

Opel vai suprimir 8300 empregos


 

Lusa / AO online   Economia   9 de Fev de 2010, 09:54

O construtor automóvel alemão Opel, que está em dificuldades, vai suprimir 8300 empregos dos 50.000 que possui na Europa, no âmbito de uma reestruturação, anunciou esta terça-feira o seu patrão Nick Reilly.
Só na Alemanha vão ser suprimidos 3900 postos de trabalho, do total previsto para toda a Europa.

A filial do gigante norte-americano General Motors (GM) confirmou, também, o encerramento da fábrica belga de Anvers, que vai levar à perda de 2.377 empregos, indicação que foi divulgada numa conferência de imprensa em Frankfurt.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.