Obras de Picasso, Matisse, Monet e Gauguin roubadas de museu em Roterdão


 

Lusa/AO online   Internacional   16 de Out de 2012, 15:23

Sete quadros, incluindo obras de Picasso, Matisse, Monet e Gauguin, foram roubados na noite de segunda-feira para hoje do Museu Kunsthal de Roterdão, anunciou esta terça-feira a polícia holandesa.

As pinturas são a “Cabeça de Arlequim”, de Pablo Picasso, “A Leitora em Branco e Amarelo”, de Henri Matisse, a “Ponte de Waterloo” e a “Ponte de Charing Cross”, de Claude Monet, e “Mulher diante de uma janela aberta, designada a noiva”, de Paul Gauguin.


O conjunto roubado inclui ainda “Autorretrato”, de Meyer de Haan, e “Mulher de Olhos Fechados”, de Lucina Freud.


“Foi aberto um inquérito e estão especialistas no local”, indicou à agência France Presse a porta-voz da polícia de Roterdão, Patrícia Wessels, adiantando que o toque do alarme alertou a polícia durante a noite, mas que os ladrões já tinham fugido quando os agentes chegaram ao museu.


Segundo um comunicado da polícia, o roubo ocorreu cerca das 03:00 (02:00 em Lisboa).
“A polícia está a interrogar eventuais testemunhas e a analisar as imagens do circuito fechado de vídeo do museu”, indica o comunicado, precisando que “de acordo com os primeiros elementos, o roubo parece ter sido bem preparado”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.