Europeias

Nuno Melo usa SIRESP para atacar “património do calote” do Governo

Nuno Melo usa SIRESP para atacar “património do calote” do Governo

 

Lusa/Ao online   Nacional   12 de Mai de 2019, 20:21

O cabeça de lista do CDS às europeias atacou este domingo PS e Governo, afirmando que, ao contrário do que reclamam, os socialistas não têm o “património das contas certas”, mas sim o “património do calote”.

Nuno Melo utilizou a expressão num almoço com militantes e simpatizantes em Meda, distrito da Guarda, e citou a notícia da ameaça da Altice de cortar o SIRESP (Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal), sistema de redes de comunicação de emergência e segurança usado, por exemplo, em incêndios, devido ao uma dívida de 11 milhões de euros, noticiada há dois dias.

Além desse, os socialistas têm “o património das intervenções da FMI, já lá vão três”, reclamando para a direita “o património das contas certas”.

E depois citou o caso do SIRESP, a dívida e disse ter, PS e Governo, o “património do calote”.

“Pede-se, contrata-se e não se paga”, afirmou o eurodeputado e de novo primeiro na lista, apontando aos socialistas.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.