Ministério da saúde

Número de novos doentes com Sida no Brasil está a diminuir


 

Lusa/AO   Internacional   22 de Nov de 2007, 05:07

O número de novos casos de Sida registados no Brasil em 2006 mostra um recuo em relação aos anos anteriores, segundo um estudo apresentado quarta-feira pelo ministério brasileiro da Saúde.
Segundo o boletim de epidemiologia de 2007 divulgado pelo ministério, 32.628 novos casos de Sida foram notificados em 2006, o que confirma uma tendência em baixa do número de casos constatada a partir de 2002, ano em que se registaram 38.816 casos.

    Em 2002, a taxa da doença na população era de 22,2 casos por 100.000 habitantes.

    De acordo com o estudo, a taxa recuou para 17,5 casos por 100.000 em 2006.

    A OnuSida, agência da Organização das Nações Unidas, que coordena a luta contra a Sida, publicou quarta-feira em Genebra o seu relatório anual, o qual revela que cerca de um terço dos cerca de 1,6 milhões de pessoas infectadas pelo HIV na América do Sul vive no Brasil.

    Entre os doentes brasileiros, cerca de 200.000 são tratados gratuitamente, sublinha o estudo do ministério brasileiro da Saúde.

    A OnuSida indicou ainda que no Brasil, as relações homossexuais não protegidas estão na origem de metade das infecções por HIV.

    O boletim de 2007 do ministério da Saúde brasileiro revela igualmente que os casos de infecções ligados à toxicomania caíram e que a incidência da doença entre as mulheres está em alta.

    “Em 1985, quando contávamos 15 casos de Sida entre os homens, não contávamos nenhum entre as mulheres. Actualmente, a relação é de 1,5 para 1”, revela o estudo.

    No ano passado, perto de 58.000 pessoas morreram de Sida na América Latina, segundo a OnuSida.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.