Número de casos diagnosticados com HIV em Portugal caiu 67% entre 2000 e 2007


 

Lusa/AO Online   Nacional   2 de Dez de 2008, 17:17

 Saúde:

O número de casos diagnosticados de infecção por HIV baixou quase 70 por cento em Portugal entre 2000 e 2007, apesar de o país apresentar das mais altas taxas de novas notificações, segundo um relatório da União Europeia e das Nações Unidas.

 "O número de casos de infecção por HIV baixou para um terço entre 2000 e 2007", disse à Lusa o coordenador nacional para o HIV/SIDA, Henrique Barros, remetendo para os dados do relatório divulgado segunda-feira, segundo os quais há oito anos foram diagnosticados em Portugal 2.749 casos de infecção, um número que caiu para os 894 no ano passado.

    Desta forma, registou-se uma diminuição de 67 por cento dos casos diagnosticados e não uma quase duplicação, como a Lusa noticiou segunda-feira.

    O relatório conjunto do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças e da Organização Mundial de Saúde refere também que Portugal tem das mais altas taxas de novos casos notificados, a par da Estónia, Ucrânia e Moldávia.

    Henrique Barros ressalva, no entanto, que estas notificações não correspondem necessariamente a novos diagnósticos, uma vez que muitos casos já estavam diagnosticados "há vários anos".

    "Havia muitos casos que estavam diagnosticados, mas não tinham sido notificados. Portugal fez um esforço grande para aumentar as notificações e, por isso, aparece entre os quatro países que mais notificaram, mas isso não corresponde a novos diagnósticos. Muitos estavam diagnosticados há vários anos", salienta o responsável.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.