Noruega aumenta quota de bacalhau para 2008


 

Lusa / AO online   Economia   29 de Out de 2007, 16:13

A Noruega, principal fornecedor de bacalhau a Portugal, conseguiu um aumento da quota de pesca desta espécie para 2008, para 202.650 toneladas, contrariando a tendência de queda dos últimos anos, anunciou esta segunda-feira a Norge.
Segundo uma informação divulgada pela Norge (Conselho de Exportadores de Produtos do Mar da Noruega), a quota de pesca de bacalhau no Mar da Noruega e no Mar de Barents aumentou em 6.000 toneladas, face a 2006, atingindo um total de 451.000 toneladas.

No ano passado, a quantidade de pesca de bacalhau autorizada registou uma redução de 47.000 toneladas, não tendo ultrapassado as 445.000 toneladas, um dos decréscimos mais acentuados dos últimos anos.

Esta possibilidade de pesca, acordada entre a Noruega e a Rússia, é dividida entre os dois países.

Assim, em 2008, a Noruega poderá capturar 202.650 toneladas de bacalhau e a Rússia 248.350 toneladas, segundo a Norge.

Da quota da Noruega, será atribuída uma parte à União Europeia, "da qual, por tradição, parte será para a frota portuguesa", segundo a Norge.

A decisão de subir as quotas de pesca foi justificada pela ministra das Pescas norueguesa, Helga Pedersen, que refere ser o aumento "resultado directo da redução da sobrepesca e "mostra que os esforços para combater a pesca ilegal deram resultados".

Os responsáveis governamentais noruegueses têm chamado a atenção da comunidade internacional para o problema da sobrepesca, ou seja, das capturas acima da capacidade de renovação dos stocks, mas também, da pesca ilegal.

Helga Pedersen participa hoje, em Lisboa, na conferência internacional sobre o combate à pesca ilegal, não declarada e não regulamentada, onde defendeu a importância da cooperação entre todos os países para terminar com uma actividade que afecta o ambiente e os pescadores que cumprem as regras, sendo uma forma de concorrência desleal.

Portugal é um dos principais clientes de pescado da Noruega, devido à preferência dos portugueses pelo bacalhau.

As importações de bacalhau norueguês aumentaram 46,4 por cento até Setembro, face a igual período de 2006, para 205 milhões de euros.

Segundo a Norge Portugal comprou à Noruega cerca de 47 mil toneladas de bacalhau contra 32 mil no ano passado.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.