Trabalho

Nokia vai cortar 1800 postos de trabalho em todo o mundo


 

Lusa/AO online   Economia   21 de Out de 2010, 12:15

O líder mundial de telemóveis Nokia vai cortar 1800 postos de trabalho em todo o mundo, apesar de ter apresentado melhores resultados do que o previsto, anunciou esta quinta-feira a empresa finlandesa.
"A Nokia comunicou hoje aos seus trabalhadores os planos da sua empresa para acelerar a sua transformação e melhorar a sua eficácia", sublinhou a empresa em comunicado.

Os planos da Nokia passam pela supressão de 1.800 postos de trabalhos em todo o mundo em várias divisões e surge num momento em que o líder mundial tenta travar a concorrência do iPhone da Apple e dos 'smartphones'.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.