Navios da Sea Shepherd partiram em perseguição dos baleeiros japoneses

Navios da Sea Shepherd partiram em perseguição dos baleeiros japoneses

 

Lusa/AO online   Internacional   18 de Dez de 2013, 09:22

Três navios da Sea Shepherd partiram esta quarta-feira da Austrália para perseguirem os baleeiros japoneses nas águas do Antártico, sendo esta a 10.ª campanha anual da associação de defesa dos oceanos.

 

“A frota baleeira japonesa pretende matar 1.035 baleias e a nossa intenção é intercetá-la mais uma vez no santuário baleeiro do oceano Austral e de fazer tudo o que pudermos”, declarou o capitão do navio Bob Barker, Peter Hammarstedt, citado pela agência AFP.

O Bob Barker partiu do porto de Hobart, na ilha da Tasmânia, e outros dois navios da Sea Shepherd (Steve Irwin e Sam Simon) partiram de Melbourne.

Os baleeiros japoneses partiram há alguns dias para a sua campanha de verão (austral), que dura até março, acompanhados de um navio de patrulha japonês.

Oficialmente, as atividades da frota japonesa no Antártico são destinadas à “pesquisa científica”, uma prática tolerada pela Comissão Baleeira Internacional, que proíbe a caça comercial desde 1986.

As organizações de defesa das baleias consideram, porém, que o Japão leva a cabo uma caça comercial disfarçada.

A Sea Shepherd foi fundada em 1977 por Paul Watson, depois da sua saída da Greenpeace.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.