Naufrágio: Corpos no porto de Burela, repatriação será rápida

Naufrágio: Corpos no porto de Burela, repatriação será rápida

 

Lusa/AO Online   Nacional   5 de Dez de 2008, 15:29

Os corpos dos três pescadores portugueses vítimas do naufrágio de hoje do pesqueiro "Rosamar" encontram-se no porto espanhol de Burel (Lugo) e o processo de repatriação deverá iniciar-se "o mais rapidamente possível", anunciou o governo da Galiza.
Juan Carlos Martín Fragueiro, secretário-geral do Mar da Galiza, disse aos jornalistas depois de visitar os sobreviventes do naufrágio - quatro portugueses e um indonésio - que os corpos ficarão a cargo das autoridades judiciais.

    Explicando que a evolução da situação está a ser comunicada "ao minuto" às autoridades portuguesas, Martín Fragueiro disse que os sobreviventes "estão em bom estado" desejando "receber alta o quanto antes para voltarem para as suas famílias".

    Martín Fragueiro indicou ainda que os sobreviventes explicaram que "tudo ocorreu muito depressa" e que se tratou de "uma acontecimento realmente imprevisível".

    José Maria Garcia Butron, do Hospital Clínico Universitário da Corunha, onde se encontram os sobreviventes, explicou que os feridos estão em "choque psicológico, mas não têm problemas orgânicos".

    Antecipou, por isso, que todos possam ter alta ainda hoje.

    O barco de pesca "Rosamar" naufragou hoje a 24 milhas a norte de Burela, na costa da Galiza, com oito portugueses e cinco indonésios a bordo, de acordo com as autoridades portuguesas e espanholas.

    Até ao momento, as equipas de socorro espanholas conseguiram resgatar cinco tripulantes com vida e recuperaram três corpos, havendo ainda cinco pescadores desaparecidos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.