Mulheres, idosos, pobres e pessoas com pouca escolaridade dizem ter menos saúde


 

Lusa / AO online   Nacional   19 de Mar de 2010, 11:49

Os mais velhos, as mulheres e as pessoas com estatuto socioprofissional e escolaridade mais baixos dizem ter pior estado de saúde, segundo um estudo dos sociólogos Manuel Villaverde Cabral e Pedro Alcântara da Silva divulgado esta sexta-feira.
O estudo “Adesão à terapêutica em Portugal”, divulgado num simpósio da Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (APIFARMA), questionou os portugueses sobre as doenças que sofriam ou tinham sofrido recentemente e o consumo de medicamentos.

Perto de metade dos inquiridos (48,3 por cento) considerou o seu estado de saúde “bom ou excelente”, enquanto 40,7 por cento sente que é “razoável”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.