Brasil

Modelo de pacificação nas favelas do Rio elogiado


 

Lusa / AO online   Internacional   10 de Nov de 2009, 17:43

A alta-comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Navi Pillay, de visita ao Brasil, elogiou o modelo de pacificação nas favelas no Rio de Janeiro e disse estar preocupada com o genocídio da população negra.
“Se é verdade aquilo que ouvi que menos de um por cento da população desse local está envolvida com a criminalidade, então me parece que há um modelo de sucesso”, declarou à imprensa após a visita que realizou à comunidade Santa Marta, a primeira favela sob domínio do tráfico a ser pacificada.

Acompanhada pelo ministro da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Edson Santos, e autoridades como o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, a alta comissária percorreu espaços de actividades sociais e culturais na favela, e conversou com representantes dos moradores e com polícias que integram a força de ocupação da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) na localidade desde Novembro de 2008.

“Acabo de chegar ao Brasil, comecei a minha visita em Salvador, ainda estou apenas a formular as minhas primeiras impressões da situação dos direitos humanos no Brasil e os esforços que o Governo está a fazer”, afirmou.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.