Michelle Brito entra nas 130 melhores do Mundo

 Michelle Brito entra nas 130 melhores do Mundo

 

Lusa/AO online   Outras modalidades   25 de Ago de 2008, 18:57

Michelle Brito reforçou o estatuto de melhor tenista de sempre no "ranking" mundial ao figurar entre as 130 melhores do Mundo, "saltando" um lugar na hierarquia do circuito profissional feminino.
    Apesar de ter falhado a entrada no quadro principal do Open dos Estados Unidos, que começa hoje, a jovem tenista portuguesa, de 15 anos, melhorou em uma posição o lugar que ocupava desde 04 de Agosto.

    Nesse dia, Michelle Brito chegou à 131ª posição e arrebatou o estatuto de melhor jogadora portuguesa no "ranking" a Frederica Piedade, que detinha a anterior melhor posição na hierarquia mundial, quando ocupou o 142º lugar, a 15 de Maio de 2006.

    Tal como já tinha sucedido este ano em Wimbledon, onde a jovem jogadora tinha também tentado a sorte (eliminada na primeira ronda do "qualifying"), Michelle Brito voltou a falhar a estreia num Grand Slam, ao ser afastada na terceira e última ronda do torneio de qualificação do Open dos Estados Unidos.

    A jogadora da famosa Academia de Nick Bollettieri, em Brandeton (Florida), foi eliminada na terceira e decisiva ronda pela romena Ioana Raluca Iolaru, por 6-2 e 6-3.

    Outra portuguesa, Neuza Silva, que mantém o 198º posto na lista do WTA Tour, também ficou às portas do Open dos Estados Unidos, acabado por claudicar, à imagem de Michelle Brito, na última ronda de qualificação.

    Neuza Silva, que ainda está um pouco longe da sua melhor classificação de sempre no "ranking" (176ª a 14 de Abril deste ano), falhou a entrada no quarto e último Grand Slam do ano depois de perder com a italiana Roberta Vinci por 6-4 e 6-0.

    No topo da hierarquia não houve alterações e o primeiro lugar continua a pertencer à sérvia Ana Ivanovic, tal como sucede no circuito masculino, que é liderado pela segunda semana consecutiva pelo espanhol Rafael Nadal, o novo campeão olímpico.

    Quanto aos portugueses, Frederico Gil, que há uma semana tinha igualado o estatuto de Nuno Marques como melhor tenista português de sempre no "ranking" (86º), após ganhar o "challenger" de 100.000 dólares de Istambul, caiu quatro posições.

    Já Rui Machado subiu uma posição e voltou ao "convívio" entre os 200 melhores do Mundo, igualando o posto que tinha alcançado pela primeira vez há precisamente duas semanas.

    Frederico Gil e Rui Machado figuram no quadro principal do Open dos Estados Unidos, mais de 17 anos depois de Portugal ter colocado pela primeira vez dois portugueses na competição oficial de um GRand Slam.

    A façanha pertenceu pela primeira vez a Nuno Marques e João Cunha e Silva, quando se defrontaram na ronda inaugural da edição de 1991 do Open da Austrália, com o triunfo a pertencer ao primeiro jogador.

    Agora, no Open dos Estados Unidos, Gil e Machado só poderão cruzar-se se chegarem à terceira ronda em Flushing Meadows (Nova Iorque), escapando a um embate logo à entrada por uma "unha negra", já que ficaram colocados em linhas consecutivas na parte inferior do quadro.

    Gil, que entrou directamente no quadro principal, vai encontrar pela terceira vez consecutiva, e novamente na primeira ronda, o seu "carrasco" nos dois Grand Slam em que participou este ano (Roland Garros e Wimbledon), o francês Jeremy Chardy, o actual 80º jogador do "ranking".

    Quanto a Rui Machado, o outro português no Open dos Estados Unidos defrontará outro jogador que também teve de passar pela triagem das qualificações, o sul-africano Rik De Voest, classificado na 148ª posição da hierarquia.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.