Ajuda externa

Medidas que saírem das inspecções aos bancos só vão ter impacto em 2012


 

Lusa/AO online   Economia   21 de Set de 2011, 16:06

Os bancos não vão ter que ter em conta os resultados das avaliações da 'troika' para cumprirem os rácios de capital exigidos este ano, já que as conclusões da inspecção que decorre só serão conhecidas em 2012, confirmaram à Lusa dois analistas.
Na primeira actualização ao Memorando de Entendimento com a ‘troika’, divulgada em Setembro, é referido que a conclusão das inspecções que uma equipa internacional está a levar desde o início do mês às contas e balanços dos oito maiores bancos portugueses (BPI, BCP, BES, Caixa Geral de Depósitos (CGD), Banif, Santander Totta, Montepio e Crédito Agrícola) será “concluída no início de 2012”.

Em 2011 "está fora de questão. Inicialmente chegou a ser referido que as conclusões estariam finalizadas em Novembro, mas como foram proteladas só para o ano é que os bancos terão de as ter em atenção”, disse André Rodrigues, do Caixa Banco de Investimento (Caixa BI).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.