Maradona diz que daria a vida para voltar a ser selecionador da Argentina

Maradona diz que daria a vida para voltar a ser selecionador da Argentina

 

Lusa/AO Online   Futebol   25 de Set de 2010, 09:22

O ex-selecionador da Argentina, Diego Maradona, disse hoje que “daria a vida” para voltar ao cargo que desempenhou desde o final de 2008 até à eliminação da seleção alviceleste nos quartos de final do Mundial 2010.

“Estou desesperado, mas há algumas possibilidades de recuperar o cargo”, disse o treinador durante uma entrevista ao canal de televisão “Fox Sports”, acrescentando que “não houve transparência” quanto às razões pelas quais Júlio Grandona, presidente da federação argentina lhe pediu, depois do Mundial, “para se livrar dos colaboradores”.

Maradona não aceitou e Grandona designou como selecionador interino Sérgio Batista, até então treinador das seleções jovens.

O antigo astro argentino diz “não saber” o que se passou com Grandona de um dia para outro, visto que depois do Mundial “quis que despedisse várias pessoas que tinham feito um bom trabalho na seleção”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.