Mais de 3.200 jovens açorianos iniciaram hoje o OTL-J

Mais de 3.200 jovens açorianos iniciaram hoje o OTL-J

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   1 de Jul de 2019, 17:52

O diretor regional da Juventude assinalou esta segunda-feira, na cidade da Horta, o arranque da edição deste ano do OTL-J, programa de ocupação de tempos livres juvenis promovido pelo Governo dos Açores, através da Direção Regional da Juventude.

 


Lúcio Rodrigues, que acompanhou o primeiro dia das atividades de verão dos jovens integrados no Clube Naval da Horta, referiu, citado em nota do Executivo que os jovens açorianos “são o presente e o futuro”.


“É por isso que investimos todos os anos neste programa, envolvendo em 2019 mais de 3.200 jovens açorianos em ocupações de férias, num programa muito importante e transversal às nove ilhas dos Açores”, disse destacando que este ano foram “consolidadas as alterações feitas ao programa em 2018”, com base "no 'feedback' obtido junto dos jovens, que se espera que seja mais uma ferramenta para os nossos jovens”.


De acordo com o diretor regional, este ano houve um aumento do número de projetos submetidos pelas entidades que acolhem os jovens, o que permitiu enquadrar mais jovens.



“Envolvemos cada vez mais jovens açorianos, em todas as ilhas, em atividades de ocupação de tempos livres em férias, num programa que é positivo para todos e que, particularmente, incute nos jovens a responsabilidade de se enquadrarem numa instituição, de ganharem uma noção daquilo que é estar envolvido numa organização e no mundo laboral”, frisou.


Lúcio Rodrigues reiterou que o OTL-J não deve ser encarado como “um programa de emprego, porque não o é”, realçando tratar-se de um programa que visa cumprir as “orientações estratégicas do Governo dos Açores para a área da juventude, que passam pela valorização dos jovens”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.