Política

Maioria dos partidos não comenta escolha de Vasco Cordeiro

Maioria dos partidos não comenta escolha de Vasco Cordeiro

 

Lusa/AO online   Regional   9 de Out de 2011, 14:07

A escolha de Vasco Cordeiro para liderar a candidatura socialista à presidência do Governo dos Açores nas eleições regionais de 2012 não mereceu comentários da maioria dos partidos da oposição com assento parlamentar na Assembleia Legislativa.

Para o PSD/Açores, trata-se de uma "questão interna" dos socialistas açorianos, pelo que o partido "não faz comentários", afirmou à agência Lusa o líder parlamentar social-democrata, Duarte Freitas. No mesmo sentido, Zuraida Soares, coordenadora regional do BE/Açores, considerou que a escolha do sucessor de Carlos César é uma decisão "apenas do PS", frisando, no entanto, que "mais do que os protagonistas, o que interessa são as políticas". A Lusa não conseguiu contactar o líder regional do CDS/PP nos Açores, Artur Lima, mas este partido já se tinha escusado na sexta-feira a comentar a decisão de Carlos César de não se candidatar de novo à presidência do governo em 2012, tendo uma fonte do partido admitido que o silêncio se deve manter sobre a escolha de Vasco Cordeiro. Por seu lado, Aníbal Pires, coordenador regional do PCP/Açores, considerou que esta escolha "não constitui uma surpresa", admitindo que era "esperado" que Vasco Cordeiro viesse a assumir "este protagonismo", apesar de considerar que o futuro candidato a presidente do Governo Regional "terá muitas dificuldades" em impor-se devido à crise financeira. Paulo Estevão, líder nacional e regional do PPM, também afirmou não ter ficado surpreendido com a escolha de Vasco Cordeiro, que considerou ser "mais do que evidente", apesar de salientar que se trata de uma figura "fragilizada" dentro do executivo regional devido aos "falhanços" na política económica, no turismo e no processo de construção de novos navios. O presidente do PS/Açores, Carlos César, anunciou na sexta-feira que não se vai candidatar a um novo mandato como presidente do governo regional nas eleições de 2012 e hoje, por unanimidade, o Secretariado e a Comissão Regional do partido aprovaram a escolha de Vasco Cordeiro como candidato socialista à presidência do executivo nas regionais do próximo ano. Nas declarações que prestou aos jornalistas depois de confirmada a sua escolha, Vasco Cordeiro não especificou se pretende manter-se como secretário regional da Economia, nem se tenciona assumir a presidência do PS/Açores antes das próximas eleições regionais, salientando apenas a importância da "união e coesão" revelada nas votações realizadas nos orgãos internos do partido.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.