Magistrados do Ministério Público admitem fazer greve

Magistrados do Ministério Público admitem fazer greve

 

AOnline   Regional   21 de Out de 2012, 15:32

Os magistrados do Ministério público admitem fazer greve em protesto contra a proposta de Orçamento do Estado para 2013, pois dizem que viola a Constituição da república.

Segundo a TV24, a decisão foi tomada ontem (sabado) em Coimbra, na Assembleia geral do sindicato. Os magistrados defendem que os sacrifícios pedidos aos portugueses não trouxeram até agora qualquer benefício.

Como exemplo, o sindicato garante que a proposta de Orçamento reduz em cerca de 40% os salários dos magistrados em relação a 2010.

O presidente da associação, Rui Cardoso, admitiu que a paralisação possa acontecer antes da aprovação do Orçamento revista para final de novembro, mas recusa a adesão à greve geral marcada para dia 14.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.