Açoriano Oriental
Líder da JSD/Açores diz que socialismo leva a futuro "pouco ambicioso" na região

O presidente da JSD/Açores, Flávio Soares, pediu este sábado um novo "paradigma" político na região, advogando que o socialismo "criou um futuro de fundo negro, pouco ambicioso e nada transparente".

article.title

Foto: PSD/A
Autor: AO Online/ Lusa

"Podemos e devemos contribuir para uma verdadeira mudança e isto só será possível com uma renovação no estilo governativo. O socialismo criou um futuro de fundo negro, pouco ambicioso e nada transparente. (…) É, por isso, urgente mudar em cada setor, introduzindo novas e diferentes medidas das que têm vigorado", declarou o social-democrata.

Flávio Soares falava na Madalena, na ilha do Pico, no 24.º Congresso do PSD/Açores, que reúne algumas centenas de sociais-democratas na ilha do grupo central dos Açores.

Para o dirigente máximo da JSD no arquipélago, "é urgente que a social-democracia possa vencer para que a região mude e vença também", mas "é mais urgente ainda mudar as mentalidades que se conformaram ao mínimo a que o Governo socialista as habitou".

E prosseguiu: "É preciso fazer perceber que há todo um máximo de oportunidades possíveis e um PSD pronto para as criar".

Os Açores vão este ano a eleições regionais, com o PSD a apresentar-se com José Manuel Bolieiro como presidente do partido.

A JSD, vincou o seu líder, continuará a procurar "soluções" que motivem "propostas que fomentem a qualidade de vida e bem-estar de toda a juventude açoriana".

O PSD/Açores reúne-se até domingo na ilha do Pico, no primeiro encontro magno dos sociais-democratas açorianos sob a liderança de José Manuel Bolieiro e com as eleições regionais deste ano como pano de fundo.

No 24.º congresso do PSD/Açores estão a ser debatidas várias propostas temáticas, bem como a moção global de estratégia "Confiança", apresentada por Bolieiro, eleito presidente em dezembro último.

Alguns dos proponentes das propostas temáticas são a ex-eurodeputada do partido Sofia Ribeiro, o antigo secretário-geral do PSD/Açores António Almeida, o antigo candidato à liderança da estrutura Pedro Nascimento Cabral e a JSD do arquipélago, que, como estrutura, apresenta também um texto a debate.

Hoje, para além dos debates e votações das propostas temáticas, são também eleitos os novos órgãos regionais do partido, e, no domingo, pelas 12:00 (13:00 em Lisboa), haverá a sessão de encerramento do congresso.

José Manuel Bolieiro, vice-presidente de Rui Rio na direção nacional do PSD, foi eleito em dezembro líder do PSD/Açores, eleição para a qual era o único candidato, com 98,5% votos.



Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.