E-books

Leitores electrónicos ainda levantam problemas de usabilidade


 

Lusa / AO online   Nacional   19 de Nov de 2009, 10:39

O investigador e docente José Afonso Furtado, que acompanha desde o início a evolução dos livros e dos dispositivos de leitura electrónicos, alerta que estes aparelhos ainda levantam problemas de usabilidade e que convém ponderar antes de os adquirir.
O primeiro leitor de livros electrónicos - ou e-book reader - surgiu em 1998 mas, mais de uma década depois, "continuam a haver problemas de incompatibilidade de formatos e extremas dificuldades em ler, independentemente dos dispositivos, ficheiros que foram comprados, o que é inaceitável para o consumidor", salientou José Afonso Furtado, que é também director da Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian.

"Eu, quando compro um livro impresso, leio-o em qualquer sítio. Agora, se eu comprar um livro para o Kindle, só o posso ler no Kindle e isso é algo que não passa pela cabeça de ninguém", criticou.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.