Açoriano Oriental
Lançado o procedimento para a obra de estabilização da arriba na Baixa d'Areia na Lagoa

Foi lançado esta terça-feira o procedimento para a obra de estabilização da arriba contígua à Baixa d'Areia, na Caloura, concelho da Lagoa, através do envio de convites a três empresas de construção civil, sendo que o preço base da empreitada é de 147.500 euros, anunciou o secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia.


Autor: Susete Rodrigues/AO Online

Citado em nota, Gui Menezes afirmou que a necessidade da realização a obra deve-se a "fenómenos recentes de instabilidade ocorridos na superfície da arriba e que podem colocar em risco a segurança dos utentes da zona balnear existente no local".

O secretário regional, que falava durante uma visita ao local, disse ainda que se prevê que a empreitada arranque no mês de outubro.

O investimento total da obra corresponde a um valor superior a 180 mil euros, incluindo o projeto, que contou com a colaboração da Câmara Municipal da Lagoa.

Gui Menezes referiu que foi realizado um estudo geotécnico, que antecedeu o projeto, devido à necessidade de estudar a constituição da falésia, de modo a serem encontradas as melhores soluções técnicas para a contenção da arriba.

Refira-se que a empreitada consiste na estabilização da arriba, através da execução de uma malha de pregagens fundadas nos terrenos e na aplicação de betão projetado, armado com fibras metálicas.

 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.