Lage rejeita abdicar dos experientes em detrimento dos ‘miúdos’

Lage rejeita abdicar dos experientes em detrimento dos ‘miúdos’

 

Lusa/Ao online   Futebol   17 de Fev de 2019, 20:10

O treinador do Benfica rejeitou este domingo que alguns jovens futebolistas ‘encarnados' tenham garantido um lugar no ‘onze', depois da vitória (2-1) para a Liga Europa, recordando que os mais experientes já deram muito ao clube.

No encontro de quinta-feira, frente ao Galatasaray, na Turquia, Bruno Lage apresentou uma equipa com seis jovens formados no Seixal, mas, referindo-se a Florentino Luís e a Ferro, deixou claro que não pretende abdicar de atletas fundamentais do plantel como Fejsa e Jardel.

“Estamos só a falar do capitão [Jardel] e do Fejsa e de dois miúdos [Florentino e Ferro] que fizeram um jogo cada um [Ferro tem três e o Florentino tem dois]. Não vamos fazer uma situação de meter só miúdos e abandonar quem nos deu tanto. Por vezes, acontecem lesões que nos condicionam", justificou Bruno Lage, em conferência de imprensa.

Ainda sobre o destaque que os ‘miúdos' da formação tem tido recentemente, Lage disse que "a única dor de cabeça" vai no sentido de perceber como se vai apresentar o Desportivo das Aves, na partida da 22.ª jornada da I Liga.

"A dor de cabeça vai no sentido de perceber muito bem o que é a dinâmica do Desportivo, uma equipa que joga com cinco defesas, mas ofensiva, num 5x4x1, que mete os laterais em profundidade e largura. Jogam muito bem a construir, com dois médios que gostam de jogar e três homens na frente que são perigosos”, analisou.

Questionado sobre outro talento ‘encarnado', que tem sido preponderante no jogo e nos resultados que o Benfica tem alcançado, o treinador vê a possível chamada de João Félix à seleção nacional como "normal".

"Encaro com normalidade, em função do seu rendimento, porque tem um enorme potencial. Está-se a falar muito dele, mas gosto mais de falar dentro de campo. É um miúdo que tem os pés assentes na terra e encara tudo isto com enorme naturalidade”, declarou.

Por fim, e já depois do FC Porto ter vencido (2-0) o Vitória de Setúbal no sábado, Bruno Lage admite que a pressão é "maior para dar uma resposta responsável em campo", face aos quatro pontos de distância para os ‘dragões'.

Para a deslocação ao norte do país, o Benfica não vai poder contar com os lesionados Salvio, que foi titular em Istambul, inaugurou o marcador e saiu por problemas físicos no início da segunda parte, Jardel, Fejsa, Conti e Ebouhi.

Na segunda-feira, o Benfica, segundo classificado, com 50 pontos, defronta o Desportivo da Aves, 15.º, com 21, na Vila das Aves, pelas 20:15, num desafio referente à 22.º ronda do campeonato.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.