Açoriano Oriental
Jorge Jesus garante a mesma paixão e nega conversa com Conceição após Supertaça

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, disse este sábado que continua a ter “a mesma paixão” pelo futebol, mas negou ter falado com Sérgio Conceição sobre esse assunto após a derrota na Supertaça, frente ao FC Porto.

Jorge Jesus garante a mesma paixão e nega conversa com Conceição após Supertaça

Autor: AO Online/ Lusa

O treinador dos ‘dragões’, que venceram o clássico por 2-0, disse esta semana numa entrevista a um diário desportivo que telefonou ao treinador dos 'encarnados' e lhe disse que “queria ter um Jorge Jesus adversário um bocadinho mais vivo”, mas o treinador do Benfica garantiu hoje, no Seixal, que o contacto foi meramente de cortesia.

“O Sérgio Conceição não falou comigo depois do jogo. Falámos no dia de Natal e desejámos bom Natal um ao outro. Não falámos sobre o jogo nem sobre futebol”, garantiu Jorge Jesus, na conferência de imprensa que antecedeu a visita ao Santa Clara, no domingo.

O técnico reconheceu, contudo, que é hoje um treinador diferente de há 10 anos e que isso faz parte da evolução natural.

“Se estou mais apático ou não, continuo a ter a mesma paixão, mas não sou o mesmo treinador. Mal de mim se fosse o mesmo que há 10 anos atrás, se não tivesse evoluído”, concluiu o técnico.

Voltando-se para as prestações da equipa, e confrontado com a dificuldade do Benfica para ter um rendimento constante ao longo de 90 minutos de jogo, Jesus sublinhou que “nenhuma equipa do mundo” o consegue e que “não há muitos jogos” que se possam ganhar sem sofrimento, uma vez que “há muita competitividade no futebol português”.

Ainda assim, e apesar de jogar de três em três dias, o que dá apenas tempo para recuperar e não para treinar, o técnico assegura que está nos planos da equipa “melhorar cada vez mais as intenções e ideias de jogo”.

“Estamos a tentar crescer e acreditamos, porque temos capacidade para isso, para que de jogo a jogo a equipa possa estar mais de acordo com as ideias que eu tenho para aquilo que é o valor da equipa do Benfica”, sublinhou o treinador.

Sobre o jogo de domingo, frente ao Santa Clara, o treinador assumiu que a expectativa do Benfica “é sempre a mesma”, ou seja, “ganhar”, e lembrou que “nos Açores é difícil”, frente a um adversário “com uma organização defensiva muito forte”, que irá apostar “no contra-ataque e nas bolas paradas”, vertente do jogo onde “é muito forte”.

Certa, na deslocação aos Açores, é a ausência de Otamendi, defesa que vai cumprir castigo nesta jornada por acumulação de cartões amarelos, mas Jesus não deixou certezas sobre quem irá ocupar o lugar do argentino, apesar de dar a entender que Ferro parte em vantagem em relação a Todibo.

“Como em princípio o Ferro é um jogador mais adaptado às minhas ideias e tem estado a treinar… Mas até lá, são dois jogadores em quem eu confio e vou optar por um dos dois”, atirou o Jesus.

A equipa do Benfica viaja hoje para São Miguel, onde vai defrontar o Santa Clara, no domingo, em partida da 12.ª jornada da I Liga de futebol com início marcado para as 17:00 em Portugal continental e menos uma hora nos Açores.

Os ‘encarnados’ estão em segundo lugar na classificação, com menos dois pontos que o líder Sporting, mas dois pontos à frente do FC Porto e com mais três pontos do que o Sporting de Braga, equipa que hoje defronta os ‘leões’ em Lisboa.


PUB
 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.