Fórmula 1 GP Brasil

Jenson Button campeão mundial

Jenson Button campeão mundial

 

Lusa/AO Online   Motores   18 de Out de 2009, 20:30

O quinto lugar em Interlagos, Brasil, bastou ao inglês Jenson Button (Brawn GP/Mercedes) para se sagrar campeão do Mundo de Fórmula 1  pela primeira vez
Para ser campeão e não ter de esperar pela última prova, em Abu Dhabi, Button tinha várias contas possíveis, mas tudo se resolvia ficando à frente do seu colega de equipa Barrichello, o que veio a suceder, e controlar a diferença para o alemão Sebastin Vettel (Red Bull).

Numa prova vencida pelo australiano Mark Webber (Red Bull), o inglês foi quinto depois de recuperar desde a 14ª posição, enquanto o brasileiro, que conseguiu a primeira “pole position” do ano, foi apenas oitavo, entregando assim o título que em 2008 perdeu para o também inglês Lewis Hamilton no mesmo circuito de Interlagos.

Sebastian Vettel, que também aspirava ao título, recuperou desde o 16º lugar até ao quarto lugar, insuficiente para travar os festejos do rival.

“Somos campeões do Mundo! Campeões do Mundo”, gritou o atleta dentro do carro, cantando o célebre tema dos Queen, mal cortou a linha de meta.

Webber teve como companhia no pódio o polaco Robert Kubica (BMW Sauber), no seu melhor resultado do ano, e o inglês Lewis Hamilton (McLaren-Mercedes).

Rubens Barrichelo ainda tentou o sonho, mas foi superado na pista por Webber e Kubica e no fim foi mesmo obrigado a uma paragem extra devido a um furo, situação que acabou de vez com o seu sonho: caso vencesse, Webber não poderia ficar nos três primeiros lugares para continua a aspirar ao título.

Depois do 14º lugar na qualificação sob intensa chuva, resultado que podia comprometer as suas aspirações, Jenson Button atacou toda a prova, começando por ultrapassar sucessivamente o francês Romain Grosjean (Renault), os japoneses Kazuki Nakajima (Williams) e Kamui Kobayashi (Toyota) e o gaulês Sebastien Buemi (Toro Rosso).

A recuperação prosseguiu e, sem arriscar desnecessariamente, acabou por chegar ao quinto posto, que lhe valeu o título, passando sob a bandeira xadrez acenada por Felipe Massa, piloto da Ferrari praticamente recuperado de grave acidente na Hungria.

O segredo para o título esteve num arranque de campeonato fantástico com seis triunfos em sete provas, acabando por ter uma segunda parte da época mais discreta, mas sempre a gerir a vantagem para o companheiro de equipa.

A Brawn GP/Mercedes tornou-se a primeira equipa a ganhar o título no ano de estreia na Fórmula Um.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.