Instalação de 'chips' nos automóveis contestada


 

Lusa / AO online   Economia   23 de Out de 2009, 18:29

Os trabalhadores das auto-estradas reúnem-se sábado, em Lisboa, para contestar a instalação de 'chips' nos automóveis e definir medidas que assegurem os postos de trabalho, que consideram ameaçados com a introdução deste dispositivo, disse fonte sindical.
Em declarações à agência Lusa, António Vieira, dirigente do Sindicato Dos Trabalhadores do Comércio Escritórios e Serviços de Portugal (CESP), explicou que foi emitido um pré-aviso de greve para "assegurar" a participação dos trabalhadores neste encontro.

"Contestar" o decreto-lei que criou o Dispositivo Electrónico de Matrícula (DEM), vulgarmente designado por 'chip', e "defender os postos de trabalho" são os principais objectivos desta reunião que, segundo o sindicato, tem já confirmada a presença de "230 a 250" trabalhadores de vários pontos do país.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.