Greve de pilotos na Brussels Airlines leva a cancelamento de uma centena de voos


 

Lusa/AO online   Economia   18 de Nov de 2013, 16:24

Uma centena de voos da companhia aérea belga Brussels Airlines com partida e chegada em Bruxelas foram cancelados esta segunda-feira devido a uma greve de pilotos, anunciou a empresa.

No seu 'site', a empresa, que surgiu após a falência da Sabena em 2001, indicou que teve de cancelar 91 voos previstos para hoje e 15 voos de regresso previstos para terça-feira, tendo proposto aos passageiros "soluções alternativas".

Foram afetados sobretudo os voos para destinos na Europa. Todos os voos de hoje para África previstos foram assegurados.

Os passageiros afetados podem adiar a viagem ou optar por uma companhia parceira, explicou um porta-voz da empresa.

"Cerca de 80% dos pilotos" não compareceram ao serviço hoje de manhã, indicou, por outro lado um responsável do sindicato CGSLB, Thierry Vuchelen, citado pela agência Belga.

Os pilotos denunciam falhas na aplicação de um plano de reestruturação destinado a poupar 100 milhões de euros, que passa pela imposição de trabalho a tempo parcial, e recusam a reforma aos 58 anos para "dar lugar aos mais jovens", como exige a administração da empresa.

Hoje teve lugar uma reunião para aproximar as duas partes, mas até agora não foram anunciados resultados.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.