Açoriano Oriental
Governo dos Açores investe 300 mil euros em 10 quartos de pressão negativa no Hospital de Ponta Delgada

A Secretária Regional da Saúde anunciou esta terça-feira que o Serviço de Infeciologia do Hospital do Divino Espírito Santo (HDES), em Ponta Delgada, será dotado com 10 quartos de pressão negativa e equipamento, adiantando que se trata de um “investimento de cerca de 300 mil euros que deverá estar concluído em maio”.

 


article.title

Foto: Eduardo Resendes
Autor: Susete Rodrigues/AO Online

Teresa Machado Luciano falava, em Ponta Delgada, no âmbito de uma audição na Comissão de Assuntos Sociais da Assembleia Legislativa, requerida pelo Governo dos Açores.

De acordo com nota do executivo, a titular da pasta da Saúde adiantou ainda que o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores está a preparar a “vinda de um hospital de campanha para a Região, com o equipamento necessário ao seu funcionamento”.

 Relativamente ao número de equipamentos de suporte à ventilação, Teresa Machado Luciano afirmou que “existem 48 em toda a Região", mas acrescentou que "está em curso a aquisição de mais unidades”.

A secretária regional referiu, também, que às 80 camas de isolamento existentes nos três hospitais da Região, acrescem “20 camas nas Unidades de Saúde de Ilha”, designadamente “duas em Santa Maria, quatro em São Miguel, quatro na Graciosa, quatro em São Jorge, quatro no Pico, uma no Corvo e uma nas Flores”.

Relativamente à capacidade laboratorial da Região, o Serviço Especializado de Epidemiologia e Biologia Molecular foi reforçado em termos de reagentes e horários dos técnicos.

Sobre os eventos agendados para os próximos meses, Teresa Machado Luciano salientou que a Direção Regional da Saúde já emitiu uma circular informativa, na qual recomenda que seja realizada uma avaliação de risco, em articulação com as autoridades de saúde concelhias.

Teresa Machado Luciano afirmou, por outro lado, que a Linha de Saúde Açores dispõe de novas instalações, tendo sido reforçada para “seis postos de atendimento, que serão ativados em caso de necessidade”.

 Neste momento e após a implementação do primeiro plano de reforço de meios, a 4 de março, a Linha de Saúde Açores passou a contar com quatro enfermeiros das 08h00 às 00h00 e três enfermeiros das 00h00 às 08h00.

 A Secretária Regional da Saúde revelou ainda que a Linha de Saúde recebeu, entre 1 e 8 de março, 500 chamadas, sendo que 218 estavam relacionadas com Covid-19.

Destas, 116 estavam associadas ao 3.º caso suspeito e originaram 159 registos de contacto próximo.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.