Açoriano Oriental
Governo dos Açores incentiva gestores de empresas a apostarem na formação

O Governo Regional dos Açores lançou este terça-feira um programa de formação para gestores de topo das empresas, com uma comparticipação de 85%, para preparar os empresários para a transformação dos mercados.

article.title

Foto: GaCS/AIC
Autor: Lusa/AO Online

“A dinâmica e sobrevivência das empresas vai depender muito da sua capacidade de adaptação aos novos mercados e à sua resposta à regulação emergente e cada vez mais rápida de transformação que acontece nessa área. É essencial em primeiro sensibilizar, mas em segundo lugar capacitar as empresas para as ferramentas adequadas, para que as mesmas possam vencer estes desafios cada vez mais globais”, afirmou o vice-presidente do Governo Regional, Sérgio Ávila.

O governante falava em Angra do Heroísmo, numa sessão de apresentação desta e de outras medidas aos empresários da ilha Terceira.

Segundo o vice-presidente do executivo açoriano, estão abertas a partir de hoje as candidaturas para um conjunto de seis ‘workshops’ para gestores, três a realizar na ilha de São Miguel e três na ilha Terceira.

O Governo Regional financia “85% dessa formação”, com recurso a fundos comunitários, mas os gestores interessados têm de participar nas seis formações, deslocando-se às ilhas de São Miguel e Terceira.

Além das formações, serão ainda realizadas “conferências com pessoas de renome internacional” para “contribuir para melhorar a qualidade e a capacitação de gestão dos empresários”.

“Consideramos que é essencial neste mundo cada vez mais competitivo que os gestores de topo das empresas tenham acesso à reflexão e à formação sobre a evolução das principais tendências mundiais, ao nível do consumo, dos meios de contacto com os clientes e de gestão”, salientou Sérgio Ávila, em declarações aos jornalistas, à margem do encontro.

A medida junta-se a outras já avançadas pelo executivo açoriano de incentivo à transformação digital das empresas.

Segundo o vice-presidente do Governo Regional, já foram aprovadas 80 candidaturas ao Vale Digital, um apoio atribuído a empresas açorianas até um máximo de 10.000 euros cada, destinado à contratação de serviços de transformação digital.

“A adesão ao vale tem sido muito significativa. Já tem aprovadas 80 candidaturas, já tem investimento disponibilizado de 750 mil euros a essas empresas e esperamos que muitas mais empresas beneficiem desse apoio”, frisou.

O governante realçou, contudo, que ainda existem “muitas empresas” que não conhecem esta medida e que podem recorrer a um “contributo” para melhorarem a sua promoção, a sua própria transformação interna e a “maneira como comunicam e disponibilizam os seus serviços e os seus produtos”.

“Existe um mundo enorme de oportunidades, que podem e devem ser exploradas por estas empresas açorianas”, sublinhou.

Para aderirem ao Vale Digital, os empresários têm de contratar uma das 260 empresas já inscritas na Plataforma de Empresas Digitais dos Açores.

O executivo açoriano criou ainda um selo de garantia de qualidade digital, o PME [pequenas e médias empresas] Digital Açores, em que já foram distinguidas 40 empresas, mas o objetivo, segundo Sérgio Ávila, é “alargar ao máximo de empresas que se queiram candidatar”.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.