Governo dos Açores diz que promoção da região na Califórnia tem de ser contínua

Governo dos Açores diz que promoção da região na Califórnia tem de ser contínua

 

Lusa/Ao online   Regional   17 de Fev de 2019, 09:23

O presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, valorizou este domingo a visita oficial que fez nos últimos dias à Califórnia e defendeu que a promoção da região no estado norte-americano tem de ser contínua.

“Há áreas no desenvolvimento económico dos Açores que podem contar com a notoriedade e promoção dos Açores na Califórnia”, considera Vasco Cordeiro, elencando o setor do turismo, o mar, o espaço ou o setor tecnológico.

À visita aos Estados Unidos deve seguir-se um “trabalho contínuo” de promoção da região, mas houve nos dias passados na Califórnia "momentos particularmente significativos” e que podem trazer potencial aos Açores, nomeadamente uma reunião em Los Angeles com vários empresários curiosos com os investimentos no arquipélago português.

Vasco Cordeiro falou hoje à agência Lusa, RTP e Antena 1 sobre a visita dos últimos dias à Califórnia, tendo a comitiva passado por cidades como Los Angeles, Fresno ou San Diego.

O chefe do executivo açoriano regressa hoje ao arquipélago depois de uma visita oficial de cinco dias ao estado norte-americano da Califórnia, intercalando contactos oficiais, políticos e económicos com encontros com comunidades açorianas.

Segundo dados oficiais, a população de origem portuguesa no estado é de cerca de 345 mil pessoas, estimando-se que cerca de 70% seja oriunda dos Açores.

Nesta deslocação oficial, o presidente do Governo dos Açores esteve acompanhado pelo secretário regional com a tutela das Relações Externas, Rui Bettencourt, e por deputados do PS e PSD à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores.

A diferença horária na Califórnia é de oito horas a menos para Portugal continental e sete horas para os Açores.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.