Governo de António Costa conta com dois membros dos Açores

Governo de António Costa conta com dois membros dos Açores

 

Luís Pedro Silva/ LUSA   Regional   22 de Out de 2019, 09:09

Ricardo Serrão Santos e José Couto são os dois representantes dos Açores no novo Governo da República. Serrão Santos fica com a pasta de ministro do Mar, enquanto José Couto assume o cargo de secretário de estado da Administração Pública

O Governo da República, liderado por António Costa, vai contar com um ministro e um secretário de estado proveninentes dos Açores. Ricardo Serrão Santos, natural de Portalegre, mas a residir nos Açores há cerca de 30 anos, vai assumir a pasta de Ministro do Mar.

A mais recentente nomeação foi José Correia Fontes Couto, natural de Vila Franca do Campo, licenciado em direito, que é o novo secretário de estado da Administração Pública.

Aos 38 anos, após uma carreira profissional que começou como advogado no escritório de Borges da Ponte Linhares Dias e Associados, contou ainda com passagens como adjunto no gabinete do secretário regional da Presidência, onde trabalhou diretamente com André Bradford e Isabel Almeida Rodrigues, contando ainda com uma passagem por adjunto no gabinete da secretária regional da Solidariedade Social, liderada por Piedade Lalanda, entre 2012 e 2014.

Com estas duas nomeações os Açores ficam representados com dois membros do novo Governo da República, Ricardo Serrão Santos, ex-eurodeputado socialista, vai substituir Ana Paula Vitorino na pasta do Mar, é doutorado em Biologia pela Universidade de Liverpool e pela Universidade dos Açores, foi presidente do IMAR - Instituto do Mar, e diretor do Departamento de Oceanografia e Pesca (DOP) da Universidade dos Açores. Serrão Santos possui um vasto currículo nas matérias relacionadas com o estudo dos oceanos e com as questões da sua sustentabilidade.

Serrão Santos concedeu uma entrevista ao Açoriano Oriental onde definiu como principais preocupações as questões demográficas, as desigualdades, os desafios colocados pela sociedade digital e as alterações climáticas.

Numa altura em que as questões ambientais têm vindo a ganhar impacto na agenda política nacional e internacional, a escolha de Serrão Santos para integrar o Governo também pode ser um indicador da maior sensibilidade para gerir os problemas relacionados com o mar.

O secretário de estado da Administração Pública, José Couto, fica com a complexa tarefa de negociar com os sindicatos da função pública. Vai acompanhar, nesta área, o trabalho efetuado pela ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão.

A nova ministra já tinha confiado em José Couto, no anterior governo, quando o nomeou para o cargo de chefe de gabinete da secretaria de estado adjunta e da Educação.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.