Governo alerta produtores de leite para a liberalização do regime de quotas

Governo alerta produtores de leite para a liberalização do regime de quotas

 

Lusa/AO Online   Regional   11 de Dez de 2008, 14:32

O secretário regional da Agricultura e Florestas aconselhou hoje os produtores de leite açorianos a prepararem-se para a anunciada liberalização do regime de quotas leiteiras.  (com ficheiro audio)

 Falando no plenário da Assembleia Legislativa dos Açores, durante o debate do Programa do Governo, Noé Rodrigues garantiu que o Governo Regional vai continuar a "defender o regime de quotas", a nível nacional e comunitário, mas admitiu que o seu desmantelamento em 2015 é um processo quase irreversível.

    "O bom senso aconselha que nos preparemos para a hipótese de liberalização", advertiu o Noé Rodrigues, adiantando que é necessário avançar com medidas que permitam "reforçar os níveis de competitividade que a liberalização previsivelmente acentuará".

    Apesar de reconhecer que a decisão da União Europeia de acabar com o regime de quotas leiteiras "introduz um factor de grande instabilidade" no sector, Noé Rodrigues lançou o repto aos agricultores açorianos para que concentrem "maiores esforços e recursos" na diminuição dos custos das explorações agrícolas.

    A realização de novos resgates leiteiros, a reestruturação das pastagens, o ordenamento agrário e a formação e qualificação profissional, são outros investimentos essenciais nesta fase, no entender do secretário regional.

    As advertências do secretário regional da Agricultura sobre o regime de quotas leiteiras não mereceram grandes comentários por parte dos partidos com assento parlamentar.

    António Ventura, da bancada do PSD, lamentou que o Governo socialista não tenha conseguido cumprir muitas das promessas feitas nos últimos anos, como a construção do Centro do Leite e dos Lacticínios ou a manutenção do regime de quotas nos Açores.

    Também o deputado Luís Silveira, da bancada do CDS/PP, lembrou que apesar de todos os investimentos efectuados pelos governos socialistas nas ilhas nos últimos três mandatos, o preço do leite pago ao produtor mantém-se igual ao de "há 12 anos atrás".

    Criticas que mereceram uma resposta rápida por parte da bancada maioritária do PS, que pela voz do deputado Luís Paulo Alves, lembrou a evolução positiva do sector nos últimos anos, argumentando que foi o Governo Socialista que tirou a Agricultura do "precipício" em que se encontrava em 96, quando, pela primeira vez, chegou ao Governo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.