Força aérea triplica capacidade operativa na Madeira


 

lusa/ao on line   Regional   5 de Nov de 2010, 05:33

O C-295M da Força Aérea Portuguesa (FAP), o avião que vai substituir o Aviocar que durante mais de três décadas esteve ao serviço do arquipélago da Madeira, é hoje oficialmente entregue no Aeródromo de Manobra nº3 do Porto Santo.

A cerimónia de implementação da nova aeronave conta com a presença do secretário de Estado da Defesa Nacional e dos Assuntos do Mar, Marcos Perestrello e do Chefe de Estado-Maior da Força Aérea, general Luís Araújo.

Segundo uma nota distribuída pela FAP, o C-295M “integra a mais recente tecnologia aeronáutica, com mais e melhores capacidades no que toca à logística, ao transporte aéreo geral, às missões SAR (Busca e Salvamento) e d vigilância de uma vasta área do oceano”.

Acrescenta que vem “triplicar as capacidades de carga, alcance e autonomia do seu antecessor (C-212 Aviocar), impondo-se como um instrumento de afirmação da soberania nacional”.

O Aviocar esteve ao serviço da população do arquipélago da Madeira durante 34 anos, sendo considerando um meio fundamental em várias missões, entre as quais as evacuações de pessoas para a ilha da Madeira e vigilância dos mares do arquipélago.

O C-295M chegou quarta-feira à ilha do Porto Santo, comandado por uma mulher, a atual comandante da esquadra 401, major Dina.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.