Liga Sagres

FC Porto vence em Setúbal e ascende ao quarto lugar

FC Porto vence em Setúbal e ascende ao quarto lugar

 

Lusa/AO online   Futebol   6 de Dez de 2008, 21:12

O FC Porto subiu hoje ao quarto lugar da Liga de futebol, em igualdade pontual com o Nacional, mas com menos um jogo disputado, ao vencer em Setúbal o Vitória por 3-0, em jogo da 11ª jornada
Três golos na segunda parte garantiram hoje a goleada do FCPorto por 3-0 frente ao Vitória de Setúbal, num jogo equilibrado mas em que os portistas foram mais eficazes e cumpriram a tradição de vencer no Bonfim.
Animados pelo empate conseguido na deslocação ao estádio da Luz, os jogadores do Vitória de Setúbal até entraram bem no jogo, construindo algumas jogadas de contra-ataque rápido, mas sem causar grande perigo junto à baliza de Helton.
Só aos 14 minutos de jogo a equipa sadina conseguiu criar o primeiro lance de verdadeiro perigo, por intermédio de Laionel, que quase marcava na sequência de um cruzamento de Cissokho, numa altura em que o FC Porto já começava a mandar no jogo, mas Helton respondeu com uma grande defesa.
Com um futebol mais consistente, o FC Porto conseguia, a espaços, empurrar a equipa sadina para o seu meio-campo, com Lisandro (aos 4 e aos 22 minutos) e Hulk (aos 7 minutos) a desperdiçaram as melhores oportunidades de golo dos "dragões".
Cristiano Rodriguez revelou-se um dos jogadores do F.C.Porto mais inconformados e um dos que mais que contribuíram para o melhor período dos “dragões”, construindo alguns lances de perigo no flanco esquerdo. 
Respondia o Vitória de Setúbal com algumas jogadas de contra-ataque que também poderiam ter dado golo, não fosse a vontade de Leandro Lima – jogador portista cedido ao Vitória de Setúbal – de se mostrar a Jesualdo Ferreira, insistindo num individualismo excessivo.
Bem nos confrontos individuais, em que ganhou muitos lances aos ex-companheiros de equipa, Leandro Lima insistia em adornar as jogadas com mais uma finta e acabava quase sempre por perder a bola, ou optava por rematar à baliza quando tinha melhores opções.
O nulo ao intervalo era um resultado justo, mas a equipa de Jesualdo Ferreira acabaria por chegar à goleada depois de um primeiro golo de Bruno Alves, muito consentido pela defesa sadina.
Lucho Gonzalez, na cobrança de um pontapé de canto, aos 66 minutos, colocou a bola na cabeça de Bruno Alves, que aproveitou da melhor forma e colocou o FC Porto a vencer por 1-0.
O jogo ficou decidido dois minutos depois, na sequência de uma jogada de Hulk, que descaído sobre o lado direito do ataque sadino, ofereceu o segundo a Guarin, jogador que havia entrado pouco antes para o lugar de Tomás Costa.
A vencer por 2-0, o FC Porto percebeu que tinha sentenciado o jogo resolvido e não mais permitiu que os sadinos se acercassem com perigo da baliza de Helton.
O terceiro golo, de Lucho Gonzalez, numa das melhores jogadas de toda a partida, acabou por selar um triunfo justo, mas por números exagerados, da equipa de Jesualdo Ferreira.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.