Liga dos Campeões

FC Porto repete "colheita" de há 13 anos e sela 10º apuramento

FC Porto repete "colheita" de há 13 anos e sela 10º apuramento

 

Lusa/AO online   Futebol   3 de Nov de 2009, 20:14

O FC Porto ultrapassou hoje pela 10.ª vez a fase de grupos da Liga dos Campeões em futebol, ao vencer fora o APOEL Nicósia por 1-0 e beneficiar do empate caseiro do Atlético de Madrid face ao Chelsea (2-2)

Na sua 15.ª participação (recordista, a par dos ingleses do Manchester United), o conjunto de Jesualdo Ferreira igualou o registo da formação comandada por António Oliveira, que em 1996/97 também tinha qualificado os “dragões” a duas jornadas do fim.

O registo da presente temporada, que começou com um desaire por 1-0 no reduto do Chelsea, não é, no entanto, semelhante ao de há 13 anos, já que, então, o FC Porto seguia 100 por cento vitorioso após quatro rondas.

A formação portista começou com uma sensacional vitória no reduto do AC Milan, por 3-2, e, depois, superou em casa o Gotemburgo por 2-1 e ganhou os dois embates face ao Rosenborg (1-0 na Noruega e 3-0 nas Antas).

Após quatro jogos, o FC Porto, que viria a conquistar o agrupamento e a cair nos quartos-de-final (0-4 fora e 0-0 em casa frente ao Manchester United), somava 12 pontos, contra seis dos italianos e três de noruegueses e suecos.

Mesmo sem registo semelhante, o “onze” portista ultrapassou pela quarta época consecutiva a primeira fase, melhorando o recorde que tinha estabelecido a época passada.

O conjunto “azul e branco” vai, assim, participar pela sexta vez nos oitavos-de-final, fase que só ultrapassou duas vezes, em 2003/2004, rumo ao título, e na época passada, para cair nos quartos-de-final, face ao Manchester United (2-2 fora e 0-1 em casa).

Em 1993/94, o FC Porto apurou-se directamente da fase de grupos para as meias-finais, já que não havia outras fases intermédias, e, em 96/97, passar a primeira fase valeu o “passaporte” para os quartos-de-final.

Finalmente, em 1999/2000 e em 2001/2002, passar a primeira fase de grupos valeu a qualificação para uma segunda: na primeira ocasião, os “dragões” passaram e chegaram aos “quartos”, ao contrário do que aconteceu na segunda.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.