Fármaco usado no tratamento de cancro também combate doenças vasculares


 

Lusa / AO online   Nacional   25 de Out de 2007, 11:42

Três cientistas da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) descobriram que um fármaco utilizado no tratamento de alguns tipos de cancro pode combater também doenças vasculares, foi anunciado esta quinta-feira.
De acordo com a FMUP, o imatinib (fármaco usado no tratamento de certos tipos de cancro) pode ser um bom agente terapêutico contra a aterosclerose, a restonose e outras doenças vasculares que tenham em comum um crescimento anormal das células do músculo liso (células que se encontram nos vasos sanguíneos, trato gastrointestinal, útero e bexiga, por exemplo).

As três investigadoras do Serviço de Bioquímica da FMUP - Ana Sofia Rocha, Isabel Azevedo e Raquel Soares - decidiram estudar os efeitos do fármaco nas células que constituem os vasos sanguíneos, tendo concluído que o imatinib pode ser um bom agente terapêutico contra as doenças vasculares.

"Estes novos dados abrem portas ao avanço no tratamento de um grande número de doenças vasculares que tenham em comum o espessamento dos vasos, causado pelo crescimento das células do músculo liso".

O estudo foi publicado, a nível internacional, pela revista biomédica "Angiogenesis".

De acordo com dados da Fundação Portuguesa de Cardiologia (FPC), cerca de 60 por cento dos portugueses tem os níveis sanguíneos de colesterol elevados.

Hipertensão arterial, obesidade, sedentarismo, tabagismo são factores que, equacionados ao colesterol, potenciam o risco de doenças vasculares.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.