Famílias desperdiçam 40% dos alimentos que compram por ano

Famílias desperdiçam 40% dos alimentos que compram por ano

 

Lusa/AO online   Economia   23 de Ago de 2012, 11:45

Os norte-americanos desperdiçam 40 por cento dos bens alimentares que compram por ano, ou seja, 165.000 milhões de dólares (131.685 milhões de euros), segundo o Conselho para a Defesa dos Recursos Naturais (NRDC, na sigla em inglês).

Um estudo do NRDC hoje divulgado, uma compilação de vários estudos e estatísticas, avaliou todos os tipos de resíduos que se criam desde a produção da matéria-prima até que o alimento chegue à mesa, concluindo que a maioria dos desperdícios se produz em casa.

"As famílias norte-americanas desperdiçam aproximadamente 40 por cento dos alimentos e bebidas que compram", sobretudo devido à cultura de comida barata e em abundância que o país tem há décadas.

No entanto, e porque a alimentação representa uma parte muito pequena do orçamento das famílias, estas não têm consciência da quantidade de alimentos que desperdiçam, refere o relatório.

Em média, uma família norte-americana desperdiça anualmente até 2.275 dólares (1.815 euros) em alimentos e a tendência tem piorado ao longo do tempo.

O governo norte-americano estima que os supermercados dos Estados Unidos percam todos os anos cerca de 15.000 milhões de dólares (11.900 milhões de euros) em frutas e legumes que não se vendem. O NRDC atribui parte destas perdas ao excesso de existências disponibilizadas, uma técnica utilizada pelas grandes superfícies para impressionar os clientes.

"Os restaurantes e outros estabelecimentos alimentares também registam grandes perdas relacionadas com os desperdícios, porque os pratos que servem são muito maiores do que o recomendado pelo governo", refere o relatório.

No documento, o NRDC considera que o governo dos Estados Unidos não dedicou recursos suficientes para identificar as ineficácias do sistema e acusa-o de não combater o problema, comparando com os esforços feitos na Europa.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.