Expo Xangai bate novo recorde de visitas diárias

Expo Xangai bate novo recorde de visitas diárias

 

Lusa/AO Online   Internacional   16 de Jun de 2010, 06:28

A Expo 2010 em Xangai recebeu na terça feira um total de 552.000 pessoas, um novo recorde diário de visitantes, anunciou hoje de manhã a organização.

Terça feira foi o segundo de três feriados consecutivos na China, por altura das festividades dos Barcos Dragão.

Desde a abertura, a 1 de maio, a maior exposição universal de sempre totaliza 14,9 milhões de visitantes, ainda assim abaixo da média necessária para alcançar a meta estabelecida pela organização: 70 milhões.

A organização que bater o recorde de 64 milhões de visitas estabelecido há 40 anos pela Expo de Osaka.

A exposição universal de Xangai é já a maior de sempre, com a participação de cerca de 240 países e organizações internacionais ao longo de 528 hectares (dez vezes a Expo 98, em Lisboa).

No entanto, a menor afluência dos primeiros dias, comparativamente com os números das últimas semanas, ainda não deixou a média diária descolar para lá dos 380 visitantes por dia necessários para ser também a mais visitada.

Para além das 552.000 pessoas recebidas, a organização revelou outros dados relativos à terça feira recorde na Expo: num só dia decorreram 85 espetáculos e performances, os autocarros do recinto transportaram 828 passageiros e 10.270 voluntários prestaram apoio no recinto.

O pavilhão de Portugal na Expo 2010 prevê atingir um milhão de visitantes até ao final do mês, a manter-se o ritmo diário de cerca de 16 mil visitas por dia.

A Expo 2010 é dedicada ao tema “Better City, Better Life” (Melhores Cidades, Maior Qualidade de Vida).

O pavilhão de Portugal, um edifício de dois mil metros quadrados, revestido de cortiça, evidencia os 500 anos de relações com a China e a atual aposta nas energias renováveis.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.