Açoriano Oriental
Existem apenas dois médicos do trabalho a tempo inteiro nos Açores

Carência de recursos humanos foi criticada à margem da reunião da Secção de Medicina do Trabalho da UE de Médicos Especialistas.

article.title

Foto: Sanja Gjenero
Autor: Paulo Faustino

Existem apenas dois médicos do trabalho a tempo inteiro nos Açores, uma realidade de carência de recursos humanos nesta área que suscita as críticas do representante português na União Europeia (UE) de médicos especialistas. 
“Dois médicos a trabalhar a tempo inteiro não dão certamente capacidade de vigilância e cobertura, por muita boa vontade que tenham, e ainda para mais trabalhando 150 horas por mês como a legislação impõe”, frisou Pedro Reis, em declarações à Antena 1/Açores.


Ler mais na edição desta segunda-feira, 3 de junho 2019, do jornal Açoriano Oriental



Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.