Executivo quer elaborar um plano de ação para a conservação da Estrelinha de Santa Maria


 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   25 de Jul de 2018, 12:23

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo, Marta Guerreiro, destacou a importância de um plano de ação para a conservação da Estrelinha de Santa Maria, afirmando que a campanha de monitorização desta espécie de ave, atualmente em curso, é “fundamental” para a elaboração desse documento.

Marta Guerreiro que falava, em Santa Maria, à margem de uma ação de monitorização para recolha de informação de base, para a elaboração e implementação do plano de ação, referiu que "esta subespécie endémica existe apenas nesta ilha é muito procurada para atividades de ‘birdwatching’, por ser a ave mais pequena da Europa”.


A titular da pasta do Ambiente frisou, em nota do Gacs, que esta ave “está classificada como ‘ameaçada’ no Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal, e ‘criticamente em perigo’, devido à fragmentação elevada da sua, já de si reduzida, área de ocupação”.


“É, portanto, pertinente a preocupação de avaliar e monitorizar a subespécie endémica Estrelinha de Santa Maria para se conhecer melhor o seu habitat e para serem estabelecidas estratégias claras e eficientes de conservação”, reforçou.


Marta Guerreiro acrescentou que “o Parque Natural de Santa Maria realiza a monitorização da espécie através de censos visuais e auditivos, que permitem obter algum conhecimento sobre a sua dispersão e abundância, prevendo-se a implementação de um sistema de monitorização mais completo até ao final de 2018, com a aquisição de novos equipamentos”.


“Este projeto de monitorização terá um prazo de implementação mínimo de cinco anos, para que os resultados possam ser adequadamente interpretados, prevendo ainda a criação de uma Estação de Esforço Constante”, adiantou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.