Irão

Europa deve 'regressar aos valores morais' para abordar nuclear iraniano


 

Lusa / AO online   Internacional   17 de Nov de 2009, 10:56

Ramin Jahanbegloo, filósofo e dissidente iraniano que visita quinta-feira a Portugal, defende que a Europa só pode continuar a discutir o nuclear iraniano com Teerão se regressar aos “valores morais”, mencionando as violações dos direitos humanos no Irão.
“A Europa não pode continuar a falar da questão do nuclear (iraniano) sem mencionar as violações dos direitos humanos e deve também regressar aos seus valores morais se quer ter uma abordagem correcta da questão”, declarou à Agência Lusa, por telefone, a partir de Toronto, o Prémio da Paz 2009 da Associação das Nações Unidas, atribuído anteriormente a personalidades como Nelson Mandela, Mikhail Gorbachev e Olof Palme.

Jahanbegloo adverte que na questão do nuclear iraniano “a Europa faz mal em dar atenção ao Governo iraniano sem dar atenção aos actores sociológicos da sociedade civil iraniana, e, logo a seguir exorta: “Dêem atenção ao povo."

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.