UE

Eurodeputadas admitem "chumbar" nova Comissão de Barroso

Eurodeputadas admitem "chumbar" nova Comissão de Barroso

 

Lusa / AO online   Internacional   18 de Nov de 2009, 11:05

Eurodeputadas portuguesas de diversas forças políticas admitiram votar contra a nova Comissão Europeia caso se confirme uma fraca representação feminina na composição do futuro colégio de comissários.
Ouvidas pela Agência Lusa, Edite Estrela, do PS, Marisa Matias, do Bloco de Esquerda, e Ilda Figueiredo, do PCP, afirmaram-se muito preocupadas com o "sinal negativo" que constitui uma Europa com cada vez menos mulheres nos cargos de alta responsabilidade política e admitiram abster-se ou votar contra a futura Comissão, se não for minimamente assegurada a igualdade de géneros.

Apenas Regina Bastos, do PSD, exclui a hipótese de penalizar a Comissão de José Manuel Durão Barroso com um voto desfavorável, lembrando que o presidente do executivo comunitário "fez tudo ao seu alcance" para assegurar uma forte presença feminina no seu colégio, com recomendações expressas nesse sentido aos Estados-membros.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.