EUA ajudam na internacionalização do enoturismo


 

Lusa / AO online   Economia   12 de Out de 2009, 15:43

Cinco instituições durienses iniciam terça-feira, em Lamego, uma parceria com a universidade norte-americana George Washington que visa a qualificação e a internacionalização do destino na vertente enoturística.
O projecto envolve a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), a Estrutura de Missão do Douro (EMD), a Entidade Regional Turismo do Douro, a Escola de Hotelaria e Turismo de Lamego (EHTD) e a Rota do Vinho do Porto (RVP).

Para o chefe da EMD, Ricardo Magalhães, esta "colaboração poderá ainda contribuir para uma aceleração da internacionalização do Douro, designadamente no mercado norte-americano".

O protocolo prevê a realização de um curso de Verão, entre Maio e Julho de 2010, destinado a alunos pós-graduados da EHTD e da universidade norte-americana, que trabalharão em grupo para estudar o potencial enoturístico do Douro e apresentar, como relatório final do curso, um conjunto de recomendações e acções estratégicas no sentido de qualificar o destino.

A realização de cursos de Verão no estrangeiro na área do Turismo tem sido uma aposta da George Washington desde 2000, sendo o programa reconhecido pela Organização Mundial do Turismo.

A assinatura do protocolo realiza-se às 11:00 de terça-feira, nas instalações da escola de hotelaria de Lamego.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.