Açoriano Oriental
Estimativa preliminar para hospital de Ponta Delgada funcionar este ano é de 24,3ME

A estimativa preliminar de custos para o Hospital do Divino Espírito Santo (HDES), em Ponta Delgada, funcionar este ano é de 24,306 milhões de euros, revelou a secretária regional da Saúde.

Estimativa preliminar para hospital de Ponta Delgada funcionar este ano é de 24,3ME

Autor: Lusa/AO Online

“À data de hoje, e assumindo que se trata de uma estimativa preliminar que naturalmente será detalhada pelo grupo de trabalho criado para este fim, o valor identificado que permite ao HDES assumir os serviços prestados à comunidade é de 24 milhões e 306 mil euros para o ano de 2024”, disse Mónica Seidi.

A governante falava no parlamento regional, na Horta, na ilha do Faial, no segundo dia do debate sobre o Plano e Orçamento do Governo Regional (PSD/CDS-PP/PPM) para 2024.

“Reitero que este é um valor preliminar, que diz respeito a despesas relacionadas com reparações e despesas de funcionamento”, sublinhou a titular da pasta da Saúde na sua intervenção.

Mónica Seidi frisou que é necessário proceder à reparação do HDES “para que, mesmo com limitações, seja possível parte do seu funcionamento”.

Segundo a governante, não é “de descurar a possibilidade de se encontrarem soluções transitórias que permitam, o quanto antes, o regresso de valências que se encontram fora do perímetro do hospital, nomeadamente as áreas dedicadas à urgência, que funcionam atualmente na CUF”, unidade privada localizada no concelho vizinho da Lagoa.

A secretária regional defendeu que “o futuro passa, de forma inequívoca, por ter um hospital novo, renovado e modernizado, com uma projeção de futuro que dê resposta aos desafios não só dos micaelenses, mas de todos os açorianos nos próximos 20 a 30 anos”.

PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados