Açoriano Oriental
Estado de calamidade pública e situação financeira difícil do GDC motivam adiamento do Além Mar Rali

O estado de calamidade pública declarado pelo Governo Regional dos Açores, após o incêndio no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, e a situação financeira difícil do Grupo Desportivo Comercial, motivam o adiamento do Além Mar Rali, que estava agendado para junho próximo.


Estado de calamidade pública e situação financeira difícil do GDC motivam adiamento do Além Mar Rali

Autor: Susete Rodrigues/AO Online

Em comunicado, o Grupo Desportivo Comercial, organizador da prova que estava agendada para decorrer em junho próximo, explica que “face ao estado de calamidade pública declarado pelo Governo dos Açores, após o incêndio no Hospital do Divino Espírito Santo, a atual situação do sistema de emergência na ilha de São Miguel, torna imprudente a sobrecarga das urgências e dos profissionais de saúde”.


No entanto, não é só este o motivo para o adiamento da prova. A presente direção do Grupo Desportivo Comercial, que entrou em funções no passado mês de março, encontrou o clube “numa situação financeira muito difícil, o que tornaria um ato de gestão irresponsável a realização do rali no próximo mês de junho”. Por isso, enviou à Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK), o pedido de adiamento do Além Mar Rali, “o qual foi de imediato compreendido e aceite”.


O Grupo Desportivo Comercial, não aponta, para já, uma nova data para a realização da prova.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados