Mundial 2018

Esplanadas e cafés em Ponta Delgada cheios para ver Portugal-Espanha


 

Lusa/Ao online   Economia   16 de Jun de 2018, 11:39

Centenas de pessoas assistiram esta sexta feira ao jogo entre Portugal-Espanha (3-3) do Mundial2018 de futebol, em esplanadas e cafés de Ponta Delgada, sendo que muitos se concentraram nas Portas do Mar, zona emblemática da maior cidade dos Açores.

No final de um autêntico jogo de nervos, João Mendonça, emigrante açoriano no estado de Connecticut, nos Estados Unidos, e a passar férias na ilha de São Miguel, admitiu à agência Lusa que este "empate teve sabor a vitória".

"Foi formidável, foi o melhor jogo que vi de Portugal contra a Espanha (...). Isto é uma vitória, nunca podemos dizer que é uma derrota, é uma vitória contra a Espanha", sublinhou.

Este emigrante que admite ter recorrido a "umas cervejinhas" para acalmar os nervos durante a partida, acredita que "Portugal vai até à final e será campeão", lamentando apenas não haver nenhum açoriano entre os jogadores da seleção portuguesa de futebol.

"Claro que gostava de ver um açoriano na seleção, mas temos um madeirense que marcou três golos e que é um motivo de orgulho grande, orgulho português, e sendo de uma ilha ainda melhor", disse.

Deolinda Adão, professora da Universidade da Califórnia, em Berkeley, que acompanhava um grupo de alunos americanos que estão em Portugal a cumprir "um programa de verão de intercâmbio" aproveitou o jogo Portugal-Espanha para dar "uma aula de cultura portuguesa" numa esplanada nas Portas do Mar.

"Vi este jogo com muita ansiedade, com muita dor no coração, mas também muita alegria por estar aqui a partilhar com os alunos que vieram dos EUA este momento único. Foi magnífico e foi o melhor jogo que vimos neste Mundial porque os outros não têm sido tão bonitos e tão bons como este. Só acabaria melhor se nós ganhássemos, mas foi um jogo ótimo", sublinhou.

Deolinda Adão acredita que serão "Portugal e Espanha a avançar" para a fase seguinte e prometeu "trabalho extraordinário" às alunas que estavam a torcer por Espanha, ironizando que "provavelmente no próximo jogo já estarão a torcer por Portugal".

"Estávamos a torcer por Espanha, mas ficámos muito felizes porque os dois (países) ganharam. Se Portugal estiver a jogar com outra equipa qualquer torceremos por Portugal. Agora, se os jogos forem com Espanha, vamos torcer por Espanha", admitiram as americanas Ana e Erica, ex-estudantes da Universidade de Barcelona.

Vestido com a camisola da seleção e com a cara pintada de verde e vermelho, João Fernandes que cumpre um projeto de voluntariado nos Açores, confessou à agência Lusa que acredita que Portugal poderá passar à próxima fase salientando que este jogo "foi um bom começo" para a seleção das quinas.

"Foi sofridíssimo, eu tive o coração apertadinho desde o princípio até ao fim, o resultado acho que é justo, sinto que Portugal esforçou-se bastante, mas a Espanha também deu alguma luta, apesar de querer uma vitória portuguesa sinto que foi um empate justo", disse.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.