Açoriano Oriental
Época de furacões de 2020 “acima do normal” no Atlântico

A época de furacões de 2020 no oceano Atlântico será, provavelmente, “acima do normal”, com a previsão de três a seis de categoria 3 ou mais, anunciaram os serviços meteorológicos norte-americanos.

article.title

Foto: NOAA
Autor: Lusa/AO Online

“Há 60% de probabilidade de uma época acima do normal”, disse, numa conferência de imprensa, Neil Jacobs, responsável da Agência Norte-americana de Observação Oceânica e Atmosférica (NOAA).

A época de 2020 poderá mesmo ser “extremamente ativa”, acrescentou Jacobs, sendo aguardados no Atlântico entre seis a dez furacões, dos quais três a seis de categoria 3 ou mais (a máxima é de 5), com ventos superiores a 178 quilómetros hora.

A época dura oficialmente de 01 de junho a 30 de novembro, com a média anual a situar-se nos seis furacões, três deles de grande intensidade.

Segundo a NOAA, as eventuais operações de emergência ou de evacuação poderão ser perturbadas este ano por causa da pandemia de Covid-19 e pelas medidas restritivas impostas pela quase totalidade dos países, entre elas a do distanciamento físico.

O total de centros para acolher populações “será necessariamente reduzido” devido aos imperativos sanitários, explicou Carlos Castillo, responsável da Agência Federal de Gestão de Emergências (FEMA).

“Recomendamos que as pessoas procurem, na medida do possível, as casas de familiares ou e amigos fora das zonas (afetadas por um furacão) ou em hotéis fora também das zonas de evacuação”, acrescentou.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.