Açoriano Oriental
Encontrados 36 migrantes dentro de um camião na Macedónia do Norte

Um grupo de 36 migrantes foi encontrado no interior de um camião intercetado pela polícia da Macedónia do Norte durante uma ação de patrulhamento de rotina, divulgaram as forças policiais, informando que o motorista do veículo foi detido.

article.title

Foto: EPA/ABIR ABDULLAH
Autor: Lusa/AO Online

A polícia local indicou que o camião foi parado na terça-feira perto da cidade de Strumitsa, no sul do país, afirmando que os migrantes terão entrado ilegalmente no país via Grécia.

Segundo a mesma fonte, o grupo de migrantes que estava no interior do camião integrava 21 sírios, nove afegãos, três paquistaneses, dois iraquianos e um camaronês.

As pessoas foram transferidas para um centro de detenção de migrantes na localidade fronteiriça de Gevgelija, aguardando agora a deportação para a Grécia.

Embora a chamada “rota dos Balcãs” – com início na Grécia e com passagem por vários países da região até ao centro da Europa – estar fechada desde 2015, milhares de pessoas continuam a pagar grandes quantias a redes organizadas na esperança de conseguirem atingir melhores condições de vida, nomeadamente em países no norte da Europa.

Este caso na Macedónia do Norte surge cerca de três meses depois da polícia britânica ter descoberto os corpos de 39 migrantes dentro de um camião refrigerado no condado de Essex, a leste de Londres (Reino Unido).

O caso, ocorrido no final de outubro de 2019, chocou a opinião pública e nas semanas seguintes foram relatadas várias situações de migrantes escondidos, mas encontrados vivos, no interior de camiões.

O Ministério Público da Macedónia do Norte informou também hoje que irá processar, separadamente, um alemão e uma italiana suspeitos de estarem envolvidos em práticas relacionadas com o auxílio à imigração ilegal e ao tráfico de pessoas.

O Ministério Público alega que os dois suspeitos terão tentado introduzir ilegalmente no país três homens através de um carro de matrícula alemã, que atravessou a fronteira com a Grécia no passado dia 05 de janeiro.

Segundo a mesma fonte, os três homens, todos oriundos do Gana, tinham identificações falsas dos Países Baixos, Suécia e da Alemanha e tinham como destino final a Áustria.

Os dois suspeitos estão sob custódia policial e aguardam julgamento.

Se forem considerados culpados, os suspeitos poderão ser condenados a uma pena até cinco anos de prisão.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.