Empresário forçado a retirar planta do passeio público

Empresário forçado a retirar planta do passeio público

 

Luis Pedro Silva   Regional   8 de Ago de 2019, 11:11

O restaurante “A Colmeia”, situado na Travessa do Colégio, retirou uma árvore colocada num vaso à entrada do estabelecimento comercial, após solicitação da Polícia Municipal de Ponta Delgada.

Fernando Neves, proprietário do restaurante e presidente da Associação da Hotelaria de Portugal nos Açores, contou que foi contactado para retirar o vaso com a árvore, porque “incomodava a circulação dos carrinhos de bebés” e não tinha efetuado o pagamento de uma taxa obrigatória pela ocupação de espaços na via pública.


“Foi colocado o vaso com a árvore - uma oliveira - pelo fator decorativo que transmitia a esta rua. Acho que devemos ter o máximo de verdura na rua, para embelezar a cidade, e verifiquei que os turistas gostavam de tirar fotografias ao lado da árvore. Optei por retirar a árvore após ser ameaçado de que viria cá um camião retirar o vaso”, explicou o empresário.


Fernando Neves defende que a autarquia de Ponta Delgada deveria ter uma maior sensibilidade para esta situação.


“Deveria haver incentivos para os empresários embelezarem os espaços, com plantas e árvores, como acontece em algumas cidades. Em Ponta Delgada não deveria haver estas restrições”, sustentou.


Fernando Neves refere ser natural o pagamento de taxas para a ocupação de espaços comerciais, nomeadamente esplanadas na rua, e a colocação de painéis publicitários, mas defende uma maior tolerância da autarquia para a colocação de plantas decorativas.


“Os particulares e empresários deveriam ser incentivados a colocar mais verdura na rua. Seria uma forma de embelezar a cidade de Ponta Delgada, aliada à natureza exuberante nos Açores. Tenho esplanadas na avenida, onde pago taxas, mas esta árvore foi colocada nesta travessa como objeto de decoração, porque todo o comércio nesta zona está fechado. A única porta aberta ao público é este restaurante”, argumentou o empresário.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.