Açoriano Oriental
Covid-19
Empresa Celeiro da Terra diz-se prejudicada devido à associação com pandemia

A empresa açoriana Celeiro da Terra, sediada no concelho da Povoação, em São Miguel, diz estar a ser prejudicada devido à associação "sistemática" e "diária" entre aquele concelho e o surto de covid-19.

Empresa Celeiro da Terra diz-se prejudicada devido à associação com pandemia

Autor: AO Online/ Lusa

"A sistemática e diária referência ao concelho da Povoação no âmbito do surto e propagação do covid-19 está a prejudicar indiferenciadamente empresas do Concelho da Povoação por comparação a empresas do mesmo ramo sediadas na ilha de São Miguel", assinala a empresa em comunicado de imprensa.

A Celeiro da Terra diz que as empresas povoacenses estão a receber um número "preocupante" de cancelamentos de encomendas porque existem clientes, quer individuais quer empresariais, que se "recusam a comprar e a receber produtos" confecionados no concelho micaelense.

"É injusto, incompreensível e inaceitável esta falta de civismo e de incompreensão por parte de um número já preocupante de casos de cancelamentos de fornecimentos ou de procura e compra a empresas da Povoação, com as quais já há muitos anos se forneciam", frisa.

Na nota enviada à imprensa, e assinada pelo presidente da cooperativa Celeiro da Terra, José Cardoso Ferreira, é referido que todos os bens confecionados no concelho "têm a mesma qualidade que sempre tiveram".

"Todos os produtos e bens, confecionados, produzidos e distribuídos no e pelo concelho da Povoação, têm a mesma qualidade que sempre tiveram, mas são igualmente seguros ou não, como qualquer outro que se comercialize, produza, confecione e distribua na Ilha de São Miguel, nos Açores, em Portugal ou na Europa", assinala.

A Povoação foi o primeiro concelho da ilha de São Miguel a ficar sujeito a um cordão sanitário, a 29 de março, devido à existência de transmissão local de covid-19.

Dos 47 casos registados em São Miguel, nove foram identificados na Povoação.

A maioria dos casos de covid-19 em profissionais de saúde em São Miguel (17) está relacionada com uma cadeia de transmissão terciária, originada por um turista numa unidade hoteleira no concelho da Povoação.

Um funcionário que trabalhava nessa unidade hoteleira terá infetado familiares que eram profissionais de saúde e que por sua vez transmitiram o vírus a colegas e a doentes do Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, incluindo uma utente que, entretanto, regressou ao lar da Santa Casa da Misericórdia do Nordeste.

A Cooperativa Celeiro da Terra é uma Instituição Particular de Solidariedade Social que tem como principal atividade a produção e comercialização de biscoitos, compotas, licores e artesanato local.

Até ao momento, foram detetados nos Açores 84 casos positivos de covid-19, verificando-se três recuperados, três óbitos e 78 casos ativos para infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19, informou a entidade.

Os casos dividem-se entre as ilhas de São Miguel (44), Terceira (oito), Graciosa (quatro), São Jorge (sete), Pico (dez) e Faial (cinco).

Portugal regista 435 mortos associados à covid-19 e 15.472 infetados, indica o boletim epidemiológico de hoje divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

A pandemia do novo coronavírus já matou 96.340 pessoas em todo o mundo e infetou quase 1,6 milhões em 193 países e territórios desde o início da pandemia, em dezembro passado, na China.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.