Empregos sobre controlo de custos vão estar na moda em 2013

Empregos sobre controlo de custos vão estar na moda em 2013

 

Lusa/AO online   Economia   6 de Dez de 2012, 16:30

O 'office manager' da consultora de recursos humanos Hays considerou esta quinta-feira que as principais áreas de empregabilidade em 2013 serão aquelas que têm a ver com o controlo de custos nas suas várias vertentes.

As áreas do ‘software’, ‘e-commerce’, exportação e ‘costumer service’, assim como “tudo o que está ligado ao ‘controlling’, seja de custos, industrial, ‘project management’ ou engenharia industrial, tudo “sempre numa lógica de otimização de custos e de rentabilização”, são algumas das áreas que serão "tendência em 2013", disse o responsável, à margem do evento ‘Connecting with Business’, que hoje à tarde reuniu na Universidade Católica do Porto responsáveis das consultoras de recursos humanos Egor, Randstad Professionals, grupo Multipessoal, Michael Page e Hays para debater o tema “’Middle and top management – Challenges and oportunities’.

 

Apesar da “retração generalizada do mercado de trabalho”, particularmente notória “em setores como a banca, a construção e o retalho especializado”, Carlos Maia garante existirem ainda “alguns ‘clusters’ de mercado que estão dinâmicos”.

 

É o caso dos setores têxtil e do calçado que, “no norte e centro, estão claramente a ressurgir, muito alavancados no fator qualidade”, e da área dos ‘shared services’, “com grupos internacionais a olharem para Portugal como um país interessante para colocar serviços partilhados a nível de gestão de clientes e dos departamentos financeiros”.

 

Apesar de assumidamente “pessimista” quanto ao impacto das novas medidas de austeridade “nas empresas e na economia em geral”, o consultor da Michael Page defende também que “as necessidades das empresas não vão parar” e que “ainda há muitas empresas a recrutar”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.